quinta-feira, 26 de novembro de 2009

"A melhor bailarina de sempre"

A primeira bailarina da Companhia Nacional de Bailado, Ana Lacerda, é a protagonista do número de estreia da nova revista masculina portuguesa, Urban Man.

Dirigida por Tiago Galvão Teles, a nova publicação terá uma tiragem de 50 mil exemplares, todos os meses, com um preço de capa inicial de 1 euro.

A ideia da revista é "apresentar sempre mulheres com uma carreira, com provas dadas na sua área e com idades acima dos 30 anos", definiu ao DN, Tiago Galvão Teles, rejeitando o cariz de revista para o macho man.
.
Alegando que a maioria das publicações masculinas no mercado apresentam um conceito redutor - "mulheres seminuas em cima de carros, mulheres seminuas ao lado de gadgets" -, o mesmo responsável defende para a Urban Man um território onde a "mulher despe mais a alma do que propriamente o corpo, revelando a sua essência". "É uma revista para homens, que trata bem as mulheres", remata Tiago Galvão Teles.

Colaboradores de renome compõem a equipa editorial: Carlos Câmara Leme (livros); Francisco Sá da Bandeira (viagens); João Murillo (pintura); José Braga Gonçalves (Portugal e seus segredos); Raquel Prates (moda); Sofia Sá da Bandeira (crónica livre); Álvaro Mendonça (economia); Eduardo Barroso (futebol e medicina).

No número de estreia, destaque ainda para entrevista ao empresário da moda Tó Romano, entre outras matérias "interessantes".
.
Fonte: Diário de Notícias [adaptado]

4 comentários:

Anónimo disse...

já tinha tido ocasião de ver esta capa online e fiquei contente pela ana, que está muito bem nesta foto

e claro que vou comprar a revista:)

beijinhos, rui. bom fds!

pedro crispim disse...

Fantastica bailarina, optima produção.


Sucessos para a revista
Beijos minha Ana
Pedro C.

Rui Sousa disse...

Alice,

Também estou ansioso por ver a revista. Parece que sai na próxima segunda... Sim, a Ana está estupenda, sexy mas com classe, naturalmente.
bjs

Pedro,
concordo totalmente!
tb espero que a revista tenha sucesso, pelo que se sabe dos conteúdos acho que tem tudo para correr bem. Vem colmatar uma lacuna: já chega de revistas masculinas com miúdas semi-nuas que ninguém conhece (mas que são actrizes e sei lá mais o quê) e com artigos sem grande interesse...
bem, vamos ver... ;-)

Abssinto disse...

Eia.....