quarta-feira, 29 de julho de 2009

"Dançar é amar na vertical"

O segundo disco de João Coração, «Muda que Muda», é um tratado pop a roçar o kitsch.

São 9 canções, 5 das quais são extraordinárias. O meu destaque vai para “Canção para ficar”.

Mas há também “Passo a passo”, que é claramente uma versão caseira de Gainsbourg: guitarrasita acústica, um órgãozinho, piano… e uma voz feminina no refrão, acerca da qual João Bonifácio disse que menos é mais, mal feito é bem feito, no erro é que se acerta.

Fernando Pessoa disse em relação à Coca-Cola: primeiro estranha-se, depois entranha-se. Acontece o mesmo com as músicas do João Coração.
.
Aqui fica a letra de “Canção para ficar”:

Nada do que sugeriste foi mais do que eu quero, dançar um bolero,
Esta canção que parecia que ia acabar
Que acaba com um filme
Mas é a canção de ficar, quase de embalar
Não valerá o trabalho de querer resistir
O que é esguio é para agarrar
E terás em cima de ti toda essa água
Toda essa água que cai

Dançar é amar na vertical,
perder com nobreza é empatar
Só um de nos poderá sair
Em primeiro lugar

Não escolherei um outro par para a última dança
Dançar um adeus
E quando sair, nos meus olhos terás de aceitar que a banda continua
E escolherás outro par quase a baloiçar
Nunca a razão da traição sairá ganhadora
Ou não seria chamada traição
E todos os passos que deres
Será devagar se desviar o olhar

Dançar é amar na vertical,
perder com nobreza é empatar
Só um de nos poderá sair
Em primeiro lugar

5 comentários:

Abssinto disse...

Tanta boa metáfora, r.! fiquei em suspensão. Tentar ouvir um pouco antes de comprar:D

Rui Sousa disse...

:-))))

visita o myspace dele, consegues ouvir algumas coisas:

http://www.myspace.com/joaocoracao

Magnolia disse...

Não conheço...vou procurar....

Anónimo disse...

haverá no you tube? desconheço...

Rui Sousa disse...

conseguem ouvir algumas musicas em:

http://www.myspace.com/joaocoracao